Uma vida no futebol

Iniciei-me no futebol desde que me lembro de ser gente, na rua com amigos, como qualquer miúdo, devido a ter familiares ligados a este desporto, quis algo mais competitivo, lá me fizeram a vontade e fui prestar provas no já extinto Odivelas Futebol Clube, onde aprendi muito e conheci inúmeras pessoas, fiquei por ali quatro bons anos. As minhas boas prestações quer no clube quer na seleção do Concelho de Loures abriram-me as portas do grande Sporting Clube de Portugal (sim, sou Sportinguista), cheguei a Alvalade com doze anos, vindo de uma realidade bastante distinta. Tive o prazer e a honra de ter como colega e amigo o melhor jogador do mundo (sim, na minha opinião é), Cristiano Ronaldo. Todos dizem que trabalhou para ser o que é neste momento, concordo, mas ele nasceu com “magia”, já na altura era maravilhoso ver aquele puto jogar. Permaneci nos leões durante dois anos, para mim foi um sonho tornado realidade.

1_1024x768

2_768x1024

A minha carreira continuou no Futebol Clube de Alverca onde joguei cinco anos e novamente aprendi e conheci muito. A minha permanência em Alverca foi uma das minhas melhores fases, só interrompida por uma grave lesão no joelho onde tive mesmo de ser operado, ai começa o calvário de um miúdo de dezassete anos, entre consultas e fisioterapia lá consegui regressar oito meses depois, onde pensei seriamente abandonar esta vida, mas insisti e continuei (não sou nem nunca vou ser pessoa de desistir). Acabei a formação e cheguei a sénior depois de uma época marcada pela lesão grave e onde joguei pouco ou nada.

3_1024x768

Com idade de sénior fui parar ao Atlético Clube da Malveira, mais uma vez um clube que me acarinhou e voltei a jogar e recuperei a tal aclamada alegria. Aquele estádio era e é um luxo, digo isto porque é um estádio lindo e dá gosto lá jogar e treinar. Após três anos, segui para o emblemático Clube Futebol Benfica mais conhecido carinhosamente por “Fófó”, onde também sofri uma lesão grave e também fui operado. Permaneci dois anos e seguidamente foi jogar no clube da minha terra o Grupo Sportivo de Loures, onde estive 3 anos e cheguei a capitanear a equipa.

Retornei ao Atlético Clube da Malveira, seguidamente para o Murteira e também Coutada. Neste momento visto a camisola do Clube Futebol “Os Bucelenses”.

4__1024x768

5_768x1024

6_1024x768

7_ 1024x683

8_1024x768

9_1024x768

Existem inúmeras pessoas que têm esta vida e elas sabem o que falo, privam-se de estar com os seus entes queridos, perdemos muitas coisas mas em compensação ganhamos muito como por exemplo amizades para a eternidade, as lições que tiramos todos os treinos ou até nos jogos. O carinho que demonstram os diretores, treinadores e todo o staff que passam na vida de um “jogador” é uma sensação de “dever cumprido”. Existem pessoas que não entendem este “amor” ao futebol, mas que sabem eles do cheiro a balneário, do cheiro a relva, das botas a bater no chão, é uma sensação mesmo “orgásmica”.  Só pode ser mesmo o dito amor, passar o dia inteiro arduamente e treinar ao fim do dia, esteja a chover ou a fazer frio e quando a bola “rola”, tudo desaparece, as frustrações, o stress, os problemas, fica tudo de lado, entra-se num mundo à parte, onde os nossos companheiros de equipa são a nossa família e damos tudo por eles e pelo clube sempre pela procura da dita vitória.

Em jeito de agradecimento só realçar todas as pessoas que conheci direta ou indiretamente pelo futebol e me “fizeram” ser o Homem que sou hoje, muito obrigado malta. Caprichem sempre…

luis.hidalgo@theBblog.com

9 thoughts on “Uma vida no futebol

      1. Parabéns rapaz pelo homem que te tornaste. A tua camisola do SCP tenho-a guardada com uma dedicatória. Grande abraço do (julgo) primeiro mister desta caminhada desportista.

  1. Parabéns, conseguis te tocar no coração de todos aqueles que partilham dessa mesma paixão! O sonho comanda a vida!
    E lembra te as árvores morrem de pé nunca vergam!! Carrega CFB #7

  2. Foi um prazer ter sido teu treinador, embora tenha sido apenas por meia epoca , presenciei muito daquilo que aqui falas . Continua assim igual a ti próprio neste “mundo do futebol ” que de certo precisa tanto de ti como tu dele ! um forte abraço

  3. Tive o prazer de partilhar o balneário contigo e posso afirmar que além do excelente jogador, és uma pessoa como poucos. Hoje é um privilégio dizer que sou teu amigo. Muitos anos que andamos na bola e amigos VERDADEIROS contam-se pelos dedos de uma mão. Abreijos!

Comentários