PAB – Voltar onde já fomos felizes?! CLARO QUE SIM, SEMPRE!!!

Todos Nós temos os nossos refúgios, aqueles sítios que nos dizem tanto, onde fomos tão felizes, onde nos sentimos em Paz, mesmo sem saber porquê. E onde voltamos sempre, pois parte de nós está lá…

No meu caso, um desses sítios é a PAB, a Praia da Areia Branca, no concelho da Lourinhã, perto de Peniche.

IMG_20160409_163002 1024x768

A PAB conhece-me desde que tinha 3 meses, e desde então nunca mais saiu da minha vida. Todas as férias de verão, cá vinha eu, com os meus irmãos e primos, passar umas semanas com os meus Avós, Avó Xila e Avô Necas, e onde a família toda se reunia…

Eram sempre férias inesquecíveis, pois os meus Avós eram fantásticos!! Desde as torradas ao pequeno almoço com leite e café que só a Avó Xila sabia fazer, entre gargalhadas contagiantes, e às longas jornadas a apanhar caracóis com o Avô Necas… Estes últimos acabavam no tacho, para os longos lanches em família, onde o som mais ouvido era o repenicado beijo na casca, para sorver o molhinho… 😉😉

Foi aqui que “fugi” de “casa”, com um grupo de amigos, para irmos ver o Circo que estava In Town , aos 5 anos de idade, pregando um valente susto à minha Avó. 😊

Foi também na PAB que me iniciei no Golfe, este desporto de Elites!! A PAB tinha e ainda tem, um dos mais famosos e difíceis campos de Mini-Golfe do Mundo (ou apenas da zona Oeste…), no qual me tornei especialista, nomeadamente, a fazer batota para ganhar aos meus irmãos , visto que havia alguns obstáculos absolutamente impossíveis de se fazer de taco e bola, no par definido… Tinha que ser à mão, sem que ninguém visse, ou com um ligeiro pontapé. 😁😁😁😁

IMG_20160409_185116 1024x429

Depois havia a praia… a PAB, para quem não conhece, fica na costa Oeste, o que significa, água fria, mar muito agitado, correntes fortes, ondas grandes de nos fazerem dar várias cambalhotas e bater com a trombinha na areia, com muita frequência… E isso, para uma criança, e depois adolescente, era simplesmente perfeito!! A adrenalina de uma bandeira amarela, e às vezes vermelha, e entrar na água, era no mínimo, estúpido, mas tão divertido e desafiante.

A PAB tem uma muralha incrível, não apenas para impedir os avanços do Mar, mas porque era uma espécie de pontão onde se caminhava, andava de bicicleta, ou onde se deambulava à noite, depois de se beber umas cervejas no “Muralha Bar”, ou no “Foz”…

IMG_20160409_162814 1024x768

Depois, a PAB, era também o local escolhido por colegas de escola, que no verão também cá vinham, e na adolescência cruzei-me com algumas paixões… tudo fervilhava nessa época 😊😊😊.

E de noite a PAB tinha uma áurea especial, entre os pescadores nocturnos na areia, e os pequenos barcos que faziam sinais de luzes para terra, e atracavam na areia para descarregar “fardos”… 😳😳😏😏 (só passado uns anos percebi que os fardos não eram de palha, para alimentar o gado bovino…) depois apareceram as lanchas rápidas das patrulhas da guarda costeira, e lá se foram os barquinhos deste agricultores marinhos. 😜😜😆😆

Na reta final do verão, chegavam as marés vivas, um verdadeiro espetáculo natural de força do mar, que, ano após ano, limpavam a areia da praia, galgavam a muralha e entravam pelo rio a dentro… Era aquela fase do ano em que a natureza voltava a equilibrar as palermices que o Homem tenta fazer (repetidamente). Tira a areia em excesso, e volta a colocar o leito do rio no seu sítio natural…

IMG_20160409_163124 1024x575

Hoje, a PAB cresceu em infraestruturas e é um dos pontos referenciais para o surf, com várias escolas e Surf Houses. Também aqui me iniciei no surf, à 6 anos, na Global Surf School & Camp (vão ao Facebook e façam like), do grande João Fausto, um fantástico professor, para todas as idades…

Descobri no Surf uma das melhores sensações que podemos viver; o deslizar na onda e o som do mar, são mágicos… Passados 6 anos, continuo a desfrutar dessas mesmas sensações, embora continue na turma dos iniciados, pois não evoluí lá grande coisa 😜😜😜😜, mas basta conseguir apanhar uma ondinha, para a sensação de missão cumprida.

É um dos meus retiros, onde fui e sou muito feliz sempre que cá venho. Hoje tento passar estas experiências às minhas filhas, explicando-lhes o inexplicável… porque é que um mar revolto e frio, um clima absolutamente imprevisível, e uma ventania desmesurada, são muito mais giros do que as águas chatas e quentes das praias com areais tranquilos do Sul de Portugal… 😄😄😄😊😊 E por isso, os primeiros meses das vidas delas, começaram também aqui…

IMG_4138 1024x768

Pode não ser o destino de eleição para as férias grandes de praia, mas seguramente, é o melhor destino para verão e inverno, com Avós, Pais, Tios e muitos primos, que se juntam cá!!

IMG_20160409_182133 1024x768

É também um fantástico sítio para se namorar… 😍😍

IMG_0023 1024x768

Com o mais deslumbrante pôr do Sol sobre o horizonte, até nos dias mais tapados…

IMG_20160409_195807 1024x768

Beijos, Abraços e até B…reve

joao.rodrigo@theBblog.com

One thought on “PAB – Voltar onde já fomos felizes?! CLARO QUE SIM, SEMPRE!!!

Comentários