Honor – For The Brave

For the Brave”

Este foi o slogan usado em 2014 para anunciar a criação da nova marca chinesa de smartphones. Pouco conhecida através dos mass media, comunicando unicamente pela Internet, a Honor, declaradamente virada para o público jovem, é detida pela gigante Huawei. Aproveitando o seu know-how, posicionou-se neste segmento com grande mestria e sucesso, revelando a vontade de fazer coisas diferentes e acima de tudo a inovadoras. Assim, a Honor tornou-se um caso sério de sucesso neste mercado tão competitivo.

Assim sendo, tendo em conta o presente sucesso da marca, tivemos a fantástica oportunidade de testar o seu novo topo de gama – o Honor 8.

A qualidade da construção, a partir de alumínio e vidro, o design (sendo considerado um dos melhores smartphones Android em termos estéticos) e, neste caso, a cor vibrante do modelo apresentado, foram logo os principais fatores que nos saltaram à vista. No entanto, o uso do vidro torna a parte traseira num verdadeiro repositório de impressões digitais. Recomendamos a utilização de uma capa resistente, não vá o diabo tecê-las, numa pequena queda acidental.


Ainda assim, para o preço deste modelo (cerca de € 399,00) conseguimos ter a mesma sensação de um equipamento de topo, custando em certos casos quase o dobro do preço.


Dotado de um LCD de 5.2 polegadas Full HD, com a resolução máxima de 1920×1080 (423ppi), permite visualizações amplas e bem definidas daquilo que é mostrado, mesmo em plena luz do dia. Destacamos a funcionalidade
eye-care que permite a visualização mais confortável.

ws2a2094-copy-copy

O Honor 8 vem de fábrica com o sistema operativo EMUI 4.1 baseado no Android 6.0 (Marshmallow) que, dotado de algumas modificações, é capaz de se assemelhar a um concorrente directo, como podem ver pela foto.

4GB de memória RAM e um processador Kirin 950 octa-core, tornam o Honor 8 num caso sério de rapidez. Podemos navegar na net, jogar e usar as redes sociais, sem grandes perdas de desempenho e “aquecimentos” fora do normal. Os 32GB de memória interna desta versão do Honor 8 ( expansíveis até 256GB por via SD ) , são mais que suficientes para armazenar todas as apps, fotos e vídeos que mais gostamos.

Uma das funcionalidades que nos surpreendeu foi o sensor 3D de impressões digitais. Bastam 0,4 segundos (sim, leu bem) para desbloquear o Honor 8 ou para aceder a um conjunto de atalhos rápidos que podem ser configurados facilmente pelo utilizador.

ws2a2058-copy

Passamos à parte que nos deixou maravilhados. A câmara. Ou melhor a dupla câmara.

Tirar fotos com o Honor 8 tornou-se rapidamente um prazer. Já tivemos oportunidade de testar a tecnologia de dupla câmara do Huawei P9 (com a colaboração da Leica) mas, neste caso, não havendo lugar a esta ligação tecnológica, ficámos fascinados com os duplos 12 MP de qualidade fotográfica que permitem ser retirados deste smartphone. Coisas que os amantes de fotografia vão gostar certamente.

Fiquem com uma pequena amostra daquilo que o Honor 8 é capaz de fazer:

Galeria 1 Galeria 2 Galeria 3 Galeria 4

A bateria de 3000 mAh, aliada a uma gestão eficiente, embora complexa, das aplicações em segundo plano por parte do EMUI 4.1, permitem ao Honor 8 aguentar facilmente 1 dia de carga em modo de utilização intensiva, ainda assim, a tecnologia fast-charging ajuda neste sentido, para que o utilizador esteja sempre contactável. Porém, não podemos deixar passar o facto de o cabo USB tipo-C usado no Honor 8 ser especifico da marca, o que torna a sua utilização limitada, quando no limite, temos de pedir um cabo emprestado a um amigo.

Posto isto, só nos resta dizer o seguinte:

Após mais de um mês de testes ,será que o preço de aquisição do Honor 8 valerá a pena? Nós achamos que sim.
O factor preço é importantíssimo e sem dúvida faz a diferença nos dias que correm. O Honor 8 aproveita este facto para apresentar especificações de topo, rivalizando em muitos aspectos com os chamados topos de gama de marcas mais conhecidas, porém a um preço sobejamente mais baixo. Esta é uma das razões pela qual a marca se quis colocar mais próxima do público-alvo mais jovem.
Estes valorizam não só o preço , o design e a performance dos equipamentos, mas também as preocupações ambientais das marcas e a Honor é uma marca que trata muito bem desta temática, quer através da certificação ecológica UL 110 ( sustentabilidade nos telemóveis ) que lhe foi atribuída, mas também pela utilização de papel FSC na embalagem e impressão em tinta de soja, que garantem a sustentabilidade das florestas. Curioso, não? 

Para mais informações, consultem o site oficial da marca.

#forthebrave

miguel.moreira@thebblog.com

Comentários