O título deste post podia ser “Da incerteza ao sucesso”. Sim, podia…e não seria presunçoso da nossa parte, pois o que assistimos foi algo de extraordinário. Desde o início desta “carolice” de fazer nascer o Arruda Motorcycle Market (AMM), ao acreditar de todos aqueles que fizeram parte deste primeiro certame, só faltava mesmo o último ingrediente para a receita perfeita: a moldura humana! E foi isso que aconteceu. Uma vila próxima de Lisboa, recebeu de braços abertos todos aqueles que decidiram passar umas horas (alguns vieram mesmo os dois dias!) num ambiente fantástico recheado de cultura motociclista.

AS REDES SOCIAIS (E PESSOAIS)

Mas afinal como foi possível ter um evento tão concorrido, recorrendo ao mínimo do uso de papel?  Fazendo desde uma ressalva a um dos main sponsors, a YESOLUTIONS, que realizou um enorme investimento e demonstrou uma total dedicação, que foi desde a impressão de lonas, painéis, até flyers e têxteis, para que tudo ficasse simplesmente perfeito… e ficou! Mas voltando à questão inicial, a resposta está no networking, as redes sociais, os parceiros media e claro, as amizades puras (sem sentido de cobrança) que desde o início acreditaram no evento e principalmente na sua causa. Foi graças a muitas pessoas, plataformas online, blogues, instagrammers, revistas especializadas, grupos organizados, que decidimos não enumerar para não correr o risco de deixar alguém de fora (o cansaço ainda é muito) e porque sabemos que têm perfeita noção que tiveram quota parte neste sucesso!

O EVENTO E A SUA PREPARAÇÃO

O evento em si começou para nós (entenda-se nós blog e os restantes elementos do Arruda MotorCycle) na semana passada, com a preparação do espaço. Foram umas noites animadas a delinear o espaço com alcatifa, pontos de luz e todos aqueles pormenores logísticos para que nada falhasse no momento e que permitisse à equipa estar organizada e poder responder nas diversas áreas de responsabilidade com rapidez, permitindo também desta forma,  desfrutar do evento e receber todas as entidades convidadas, expositores e visitantes com a maior amizade e cordialidade. Afinal de contas, a satisfação deles, era o nosso sucesso!

Finalmente o momento da verdade, abrir as portas ao público! Depois da inauguração com a apresentação do evento às entidades presentes e também “culpadas” por terem tornado possível a realização do AMM, estávamos de portas abertas a todos os visitantes. A partir daí estavamos à prova e apreensivos sobre o potencial interesse e impacto que um pavilhão recheado de construtores de motas, marcas, lojas de equipamento e acessórios, artistas e profissionais das várias áreas ligadas a este mundo das duas rodas, animação, street food e tudo o que tínhamos colocado à disposição do público.

A SURPRESA? AMM TALKS!

Neste assunto assumimos a “carolice” de estar à nossa responsabilidade, sendo que nesta primeira edição seria impossível desenvolver outras actividades no recinto ou fora dele, pelo que o Talks seria algo importante para que muitas pessoas mal informadas ou com curiosidade em recolher opiniões sobre temas sensíveis na actualidade motociclista, estivessem presentes no sábado para ouvir o painel de seis convidados que tivemos presentes. E de facto assim foi, uma moldura humana interessada, que durante perto de duas horas ouviram os ilustres oradores convidados, fazendo também aqui proveito das novas tecnologias e redes sociais, transmitindo o debate em directo para todo o mundo e permitindo que o mesmo chegasse aos interessados que não se puderam deslocar até Arruda dos Vinhos.

O AMM Talks foi nada mais nada menos do que uma conversa descontraída e moderada por nós, onde foi possível ouvir e até questionar os presentes sobre o actual momento da nossa paixão pelas duas rodas. Caso tenham curiosidade, temos o live integral da conversa no nosso mural do Facebook aqui.

BALANÇO

Mais que superadas as expectativas em termos de público, foi bom ir recolhendo o feed dos expositores e até da imprensa presente. Foi de facto muito bom ter ouvido pessoas com experiência tremenda em gestão e/ou participação em eventos ter transmitido não só elogios, como partilhado a sua experiência com críticas construtivas por forma a que no futuro possamos melhorar o AMM. As redes sociais também já deram o seu contributo e pelo que temos lido, a fasquia ficou bem alta, sendo que 2019 será de superação por certo.

Ponto alto do evento no nosso entender foi mesmo quando conseguimos apurar, após gastos, o valor que conseguiríamos entregar aos Bombeiros locais e a cerimónia que decorreu na tarde de domingo foi de facto de um misto de sentimentos, onde a alegria, orgulho e sentido de missão cumprida se misturavam com o cansaço e já alguma falta de discernimento, fruto de dias intensos de AMM no corpo.

2019?

Muito cedo para responder a isto…vamos recuperar os esqueletos e reunir (com boa comida e bebida da Taberna do Luis por certo) e fazer o balanço, recolher as críticas e deixar tudo apontado para irmos “cozinhando” algo no futuro. Deixamos a sugestão de continuarem a acompanhar a página/evento do ARRUDA MOTORCYCLE MARKET pois é bem provável que possam vir a existir mais coisas interessantes num futuro próximo…mas isso deixamos ao vosso critério!

NOTA FINAL

O AMM 2018 ainda não acabou! Estamos à espera das fotos mais originais no Instagram com os hastags #AMM2018 e #theBblog para escolher os 3 finalistas que poderão ganhar uma sessão fotográfica com a sua maquina de duas rodas, oferta aqui da malta! Portanto, toca a partilhar e seguir os passos do concurso para ficarem habilitados a ganhar este mega prémio!

Para quem não teve oportunidade de nos visitar ou quiser reviver alguns momentos, aqui deixamos alguns registos (foi pouca a disponibilidade para reportagem) do AMM 2018.

O filme do mesmo, ficou a cargo da malta do Curt’Arruda, pelo que assim que estiver pronto iremos partilhar por certo.

Vemo-nos em 2019 no “Centro do Mundo”!…

Written by the B blog
.