Há três espécies de mulheres neste mundo: a mulher que se admira, a mulher que se deseja e a mulher que se ama. A beleza, o espírito, a graça, os dotes da alma e do corpo geram a admiração. Certas formas, certo ar voluptuoso, criam o desejo. O que produz o amor, não se sabe; é tudo isto às vezes; é mais do que isto, não é nada disto. Não sei o que é; mas sei que se pode admirar uma mulher sem a desejar, que se pode desejar sem a amar.

Almeida Garrett

   

Quem é ela?

Ela personaliza a Mulher que veste de preto, mostra o seu lado selvagem, decide que o guiador lhe pertence, segura de si, determinada e livre, rola na estrada com destino traçado. Fascina o homem com a sua atitude e segurança onde o baton arremata o look que não deixa ninguém indiferente.

Ela também é doce, de branco, mais casual, que decide partilhar o banco e desfrutar do ride com aquele que a trata bem e se orgulha de levar consigo.  Ela é a Mulher que o Homem admira e que ama o mesmo que ele.

Este Editorial é sobre a Mulher que ama e partilha a paixão pelas 2 rodas, e sobre o pretexto de fotografar os últimos modelos de capacetes da NAU decidimos partilhar o nosso “olhar” e opinião.

Especial agradecimento à modelo convidada Sofia Narciso, e ao Gonçalo Sousa pela ajuda na produção. 

Marcas envolvidas: NAU Helmets; D’Ornellas Boots e Cool Garage.

Written by the B blog
.