Ao olhar para esta mota, se calhar vamos pensar que é só mais uma versão de um modelo já com elevado reconhecimento ao nível dos verdadeiros amantes das duas rodas, sejam elas clássicas ou modernas. O engraçado é que não, esta não é mais uma versão. Trata-se do renascimento de um modelo com características clássicas, que carrega até aos dias de hoje o legado trazido desde 1938, através do famoso motor british twin. Esta é a Triumph Bonneville Speed Twin 1200cc.

Nesta experiência durante o passado fim-de-semana, pudemos comprovar todas as suas principais características e atestar que o hashtag usado pela marca ( #fortheride ), caracteriza esta máquina na perfeição.

Curvas e contra curvas, rectas, subidas, descidas, ganchos, tudo é perfeito para a ciclística da Speed Twin, mas, já lá vamos.

Acreditamos que esta mota se adapta a qualquer pessoa, seja o típico condutor que se identifique mais com o estilo café racer, ou até aquele que gosta de fazer longas viagens de passeio.

Estética

Quem olha para a Speed Twin repara que motor bicilindrico mantém o seu look que tanto o caracteriza, embora como sinal dos tempos, os materiais utilizados tenham sido melhorados, tornando a mota mais leve e mais apelativa ao olhar. Quanto à estética, realçamos o os pára-lamas frontal e traseiro de tamanho reduzido, ambos em alumínio escovado, as tampas do corpo do acelerador, o farolim dianteiro com iluminação dupla, o painel de instrumentos LCD multifuncional, saltam notoriamente à vista!

Comportamento e Dinâmica

Para uma mota com 1200cc, esperava-se que fosse mais “pesada”, no entanto, a ciclística melhorada e baseada na também icónica Thruxton R, potencia esta mota para patamares de comportamento invejáveis na gama das modern customs. Como referimos mais acima, as estradas sinuosas são o habitat perfeito para a Speed Twin, em que a agilidade aliada à travagem de duplo disco Brembo bem como ao ABS e controlo de tracção, pneus Pirelli de características focadas no desempenho, tornam esta bicilindrica uma roadster de referência.

Motor e Segurança

96 cavalos de potência, 112nm de binário máximo às 4.950 rpm e uma caixa de 6 velocidades, rapidamente elevam esta Triumph a velocidades bastante proibitivas, mas que, com a ajuda da travagem Brembo 4 pistons, facilmente regressamos aos limites estabelecidos por lei. Tendo em conta estes factos, nos 300km efectuados durante a estadia da Speed Twin por terras do Oeste, o consumo ficou nos 5.6 l/100km, não fugindo muito aos 4,8 l/100 anunciados pela marca. Ainda assim, mesmo com os silenciadores existentes, o barulho profundo de escape é bem notório e extremamente viciante!!

Veredicto

Sendo esta uma mota icónica, com um historial bastante marcante, eis que a marca aproveitou a oportunidade de a aprimorar. Esta modern custom baseia-se em tudo o que os modelos actuais Triumph têm de melhor para proporcionar uma verdadeira sensação de liberdade de condução, aliada ao conforto, segurança e desempenho acima da média. Por nós, continuaremos ligados à marca, não só por tudo aquilo que representa, mas também pelas sensações que nos provoca.

E sim, recomendamos um test-drive na Triumph Portugal, através deste link, para que também possam sentir o que nós sentimos ao conduzir esta máquina fabulosa.

Aproveitamos ainda para agradecer à Triumph Portugal, na pessoa do nosso amigo Vitor Sousa, a oportunidade de a testar!

Impossível ficar indiferente à sua passagem…

#ForTheRide

Cumprimentos,

The B Blog Team

Written by the B blog
.