Aproveitando a oportunidade de promover o Black Friday da Caetano Retail, conforme puderam ver no nosso Instagram e Facebook, eis que tivemos em mãos o mais recente SUV citadino da marca de Ingolstadt.

O primeiro olhar

Na versão testada, a S-Line (existe a Base), embora não estivesse equipada com as jantes mais vistosas, não deixou de passar despercebido, seja pela sua imponente frente, seja pelo seu  tamanho total ter aumentado cerca de 16mm e a altura ter baixado 29mm, relativamente à versão normal do Q3. Um SUV mais baixo e mais largo onde o destaque principal passa pela sua traseira com um recorte mais rebaixado, tornado-o mais agressivo em relação ao irmão de carácter mais familiar.

Passando a parte do look exterior que se tornou mais discreto, eis que no interior, os detalhes S-line vieram ao de cima: o volante desportivo, as aplicações em Alcântara em todo o interior, os bancos personalizados em pele, fizeram saltar ao de cima um look que já nos é comum e bastante usado. O detalhe das patilhas no volante foi também um elemento ausente nesta versão e atendendo ao modelo, segmento e historial da marca, tendemos a pensar que o motor nos “peça” para ter uma condução mais desportiva, no entanto não passa de ilusão ou expectativa…

A versão testada, com o motor diesel 2.0 – 35 TDi – a motorização mais acessível, soube muito a pouco e, os 150cv por vezes tornam a condução algo “lenta”. Sim, a nomenclatura 35 TDi vai de encontro ao binário máximo da viatura e não à cilindrada do motor, algo que a marca alemã tem vindo a implementar. Ainda assim, achamos que a versão diesel 40 TDi, já com 190cv (e tracção integral) mas com o mesmo motor 2.0,  seria um bom ponto de partida para fazer face ao maior concorrente, o bávaro X2

Quanto a experiência em si, todos os pontos de personalização de condução foram usados, seja pelo modo de condução, ou pela iluminação interior, tendo tornado a convivência mais agradável, no entanto o espaço traseiro se falarmos em 3 ocupantes, revelou-se algo escasso e a traseira sportback acaba por não ter a melhor visualização interior. 

O pormenor que distingue este Q3

O Q3 Sportback veio assim fortalecer uma imagem já por si com uma grande presença, não passando despercebido por onde passa. Destaca-se pelo seu look mais desportivo em relação ao seu irmão Q3 sendo preferencialmente para quem procura e valoriza mais esse carácter em comparação ao espaço/conforto do seu gémeo mais “Familiar”.

Falando agora da parte que mais importa, o preço.

Nesta versão 35 TDi S line S Tronic, o preço fixa-se pelos 54.150 €, e na versão 40 TDi S line Quattro S Tronic, já aumenta para os 65.250 €. 

Mais info AQUI

Fica aqui uma pequena galeria com todos os detalhes que falámos.

Written by the B blog
.