Para nosso delírio, apesar de atravessarmos um período de “isolamento”, com restrições sociais e distanciamentos, chegou até nós mais um exemplar de duas rodas para desfrutarmos e criarmos os nossos conteúdos sobre o assunto. Desta vez a contemplada foi a nova BMW S 1000 XR, modelo já existente desde 2015 mas que surge agora numa renovada versão, em diversos aspectos. Para percebermos o que mudou e o que de novo esta versão nos traz, tivemos de enrolar punho e nos metermos à estrada!

Aspecto

Combinando caracteristicas dos modelos GS, Touring e Sport, a S1000 XR apresenta-se como um aspecto hibrido, sendo um modelo de aventura e desportivo ao mesmo tempo! Com uma suspensão invertida mais elevada, protecção contra vento e condições meteorológicas adversas e o seu desenho ergonómico, marcam a diferença no aspecto desta mota. Seja para um passeio na montanha, uma volta pelo campo, uma viagem por auto-estrada ou até para fazer alguns troços fora de estrada, a nova S 1000 XR adapta-se a qualquer situação e enquadra-se na perfeição em qualquer um destes ambientes!

Especificações

O motor de 999 cc de cilindrada com 4 cilindros em linha herdado da S 1000 RR , debita 121 kW (165 cv) às 11.000 rpm e com um torque máximo de 114 Nm às 9.250 rpm o que faz com que o ponto forte desta mota seja realmente a potência! 

Desempenho

O que já dissemos acima, tendo em conta o peso da mota propriamente dito ( 228kg ), faz com que a agilidade da S 1000 XR seja realmente estrondosa. Rapidamente conseguimos mudar entre os diferentes modos de condução e de suspensão (apenas com a mota parada) para que a experiência seja totalmente diferente, com ajuda também da poderosa travagem instalada , faz com que uma estrada recheada de curvas seja um dos “palcos” apropriados para este exemplar bávaro. 

Equipamento

Na versão testada, com todos os extras opcionais de fábrica, realçamos o Dynamic ESA Pro ( que trata da gestão da suspensão da mota), o Quickshift, que nos auxiliou a fazer rápidas mudanças de caixa e que sem dúvida trouxe bastante mais dinamismo e quem sabe, uma experiência mais próxima das motas de pista e o ecrã TFT a cores com BMW Motorrad connectivity, onde se pode configurar todos os parâmetros relacionados com o comportamento e desempenho e segurança da mota. Facto curioso é também a inclusão da ECALL – chamada de emergência – em que pode ser accionada automaticamente em caso de queda da mota. 

Veredicto Final

A potência e dinâmica desta S 1000 XR são factores determinantes para a escolha de uma mota deste tipo, onde se consegue aliar a potência ao conforto, sem descurar a performance.  Foram sem dúvida uns bons 300 km!

Agradecimentos especiais à Santogal BMW Motorrad pela cedência e oportunidade de testarmos esta S 1000 XR ! 

#NeverStopChallenging

A galeria com algumas fotos deste belo exemplar:

Cumprimentos, 
The B Blog Team

Written by the B blog
.