Respondendo já de caras, no FitnessFactory sim!

Sei que tal como eu, a maioria dos frequentadores destes espaços tiveram os seus receios, mesmo após ter sido levantada a proibição e regressarem as rotinas de treinos. Houveram as incertezas e dúvidas de como iriam funcionar por forma a garantir a higiene e segurança dos utilizadores, e perceber com que afluência e adesão os mesmos iriam regressar. Eu pelo menos pensei uns bons tempos sobre estas questões pertinentes.

LIMPA- TREINA – LIMPA

Verdade é que o plano que o FF montou para os seus associados revelou-se extremamente simples e posso agora afirmar sem rodeios após uns meses de retoma e utilização, que funciona e acima de tudo transmite segurança na frequência e utilização dos espaços e equipamentos.

Primeiramente passou apenas a ser possível aceder ao Gym por marcação via app (outra coisa fantástica que o FF tem!) limitada a 1 hora ou 1 aula de sala, sendo que em ambas as situaçoes, limitadas a um número reduzido de pessoas, ou seja, nunca mais houve ginásio a abarrotar de pessoas!

No regresso (ou primeira ida!) somos brindados com um flash workshop de como utilizar os equipamentos, sendo que a regra passa sempre por limpar, utilizar e voltar a limpar, disponibilizando em vários locais, rolo de papel e desinfectante para o efeito.

Os espaços foram delimitados, onde nos obrigam a seguir as rotas indicadas e apenas e só a ocupar os espaços indicados para o efeito, ou seja, o contacto físico com um colega de “luta” é praticamente impossível!

NOVA REALIDADE

Cedo reconheci que um dos motivos que me motivava (para além dos resultados) a frequentar o ginásio era o ambiente e o convívio social, as conversas entre exercícios num ambiente de entreajuda e motivação entre membros, e por causa do contexto actual infelizmente nao é possível. Não deixa de ser engraçado que mesmo à distância fisica ou virtual continuo a receber estimulos de incentivo, nem que seja em pequenos gestos de punho levantado ou uns simples emojis numa partilha de treino.

Para já é o que temos e forçosamente temos de nos habituar, portanto há que seguir o nosso caminho sem desculpas e acima de tudo conscientes que todos devemos cumprir as normas e aguardar que esta “tempestade” passe.

OS DOIS DÍGITOS

Ponto situação aqui do “Gordo”, finalmente abaixo dos 100 kg’s! Após uns bons meses de pouca variação em termos de peso, fosse por descuido na dieta ou por ganho de massa muscular. Nova avaliação e compromisso assumido com o pt Joao Vitorino e em 3 semanas passámos dos 104,9 kg para os actuais 98,7 kg, e é neste número magico para mim que termino, já que há mais de 20 anos que não estava nos dois digitos, proeza!

com o PT Joao Vitorino

A luta continua, até breve!

O “meio” Gordo.

Written by Bruno Félix
.